"De perto, ninguém é normal. / From up close nobody is normal." (Caetano Veloso)

Saturday, March 1, 2008

Empregabilidade


EMPREGABILIDADE é o conjunto de conhecimentos, habilidades, comportamentos e Relações que tornam o profissional necessário não apenas para uma, mas para toda e qualquer organização. Serve de orientação nas áreas de treinamento e desenvolvimento de pessoal.


OS DEZ MANDAMENTOS DA EMPREGABILIDADE

1.º Acima de tudo adote uma postura ética.
2.º Afine o instrumental : aprimore continuamente sua bagagem técnica e cultural.
3.º Desenvolva sua maturidade pessoal.
4.º Mantenha um tônus vital elevado: cuide das suas dimensões (físico, mente, espírito e emoção)
5.º Desenvolva qualidade empática.
6.º Desenvolva uma comunicação vibrante.
7.º Invista maciçamente na sua visibilidade.
8.º Cuide de sua auto - estima.
9.º Construa e mantenha um visão energética
10.º Tenha um plano :Antes de agir , ligue o cérebro.

OS SEIS PILARES DA AUTO - ESTIMA
Pilar um - Viver conscientemente.
Pilar dois - Auto - aceitação.
Pilar três - Auto - responsabilidade.
Pilar quatro - Auto - afirmação.
Pilar cinco - Intencionalidade.
Pilar seis - Integridade Pessoal

A EMPREGALIDADE E O NOVO MERCADO DE TRABALHO

Os avanços e modernização do mercado profissional, exige uma postura do indíviduo. Com isso a capacidade de estar empregado, conquistar sue espaço, dependerá da força de vontade, e da determinação empreendida.

REFERÊNCIA DO SUCESSO

Saiba o que fazer do futuro ; viva a vida ; encare o erro pedagógico; seja ambicioso, porém ético ; seja assertivo ; pode sim , manipulação não; adote uma postura vencedora ; a disciplina é sua maior virtude.

FACE DAS ORGANIZAÇÕES

1. A nova parceria forjando alianças estratégicas (empregado, cliente, acionista)
2. Desenho organizacional (estrutura organizacional e altamente profissionalizada)
3. Exigências da organização (atingir metas, colara dares mais eficazes e com interesse de crescer junto à empresa)

ADM. DE RECURSOS HUMANOS POR COMPETÊNCIAS

Encontramos duas vertentes no estudo do conceito de "competências", são elas:
Educação e aprendizagem: conjunto de habilidades e comportamentos dos indivíduos passíveis de treinamento.
Planejamento estratégico: conjunto de habilidades e tecnologia que permite a uma empresa oferecer um determinado benefício ao cliente, diferente do da sua concorrência.

Os quadros de competências funcionais devem:
Traduzir a visão de futuro da empresa e seus objetivos estratégicos organizacionais decompondo-os em ações.
Criar uma linguagem comum de desempenho, na qual o que, o como e o porque estejam claros e sejam aceitos pelas pessoas responsáveis pelas ações.
Fornecer subsídios para um plano diretor (ou estratégico) de recursos humanos que contenha sistemas e políticas de recursos humanos alinhados com a estratégia empresarial e com o conceito de uma organização que aprende.
Estabelecer uma gestão de desempenho que enfoque os resultados (das pessoas e das empresas) e o desenvolvimento das pessoas (pela aquisição, pelo aprimoramento e pelo compartilhamento das competências funcionais e organizacionais).
Na administração de recursos humanos por competências os modelos de gestão de recursos humanos são baseados em:
Obediência + fidelidade = sobrevivência na empresa
Deram lugar ao modelo explícito de:
Resultado = oportunidade

EMPRESA COMPETITIVA, CIDADÃO COMPETENTE
Empresas investem = qualificação e requalificação dos funcionários.
Resultado = melhoria no trabalho.
Tendência: o mercado em geral irá aderir a esses processos, senão estará fora do mercado competitivo.

TREINAMENTO DE COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS
Necessita capacitar as pessoas em competências diferenciadas e não racionalizar tarefas.
Só treinar não muda nada, mas educar para pensar ajuda muito.
Treinar competências é dar acesso as pessoas para reflexão sobre as circunstâncias psicosociais em um momento de vida de cada um.

No comments:

Search This Blog

Loading...

My Slideshow

Welcome ! [by Marisa]

Mika

Mika

Sweety

Sweety
Tears In Heaven

Videos

Loading...