"De perto, ninguém é normal. / From up close nobody is normal." (Caetano Veloso)

Monday, March 30, 2009

Mensagem do Dia

"Palavra é mantra"


Porque para grandes atos, pouca definição basta.


E porque para agradecer às vezes é preciso mais do que palavras,

é preciso silenciar na gratidão.

Thursday, March 26, 2009

Avatars

A Cute Avatar (because it´s me) *just kidding*
From a cute avatars website :)






Wednesday, March 25, 2009

"O melhor emprego do mundo"

Uma mergulhadora e intérprete de Taiwan foi a primeira selecionada para trabalhar como zeladora de uma ilha paradisíaca na Austrália. Clare Wang, que recebeu 151,676 votos pela internet, é uma das 11 finalistas para o "melhor emprego do mundo".
*Hamilton é uma das 600 ilhas da Grande Barreira Coralina, que é o maior recife de coral do mundo. Além de divulgar o local no blog, o novo zelador terá que coletar as correspondências, alimentar as tartarugas marinhas, mergulhar, limpar as piscinas e observar as baleias. De acordo com a BBC, o emprego faz parte de uma campanha do governo da Austrália para promover o turismo no lugar.
Watch her video... Man, even I want to hire this girl !! :) [Plus, the video is so well done!]

[Clare, Taiwan (117790)]



I´m personally not into diving or taking care of big animals, so I maybe this dream could be my nightmare. xD
But I´d love to have Clare show me the island. xD
Well, one day...

Tuesday, March 10, 2009

Nova Ortografia

O post anterior me levou a um outro assunto.
De forma espotânea eu quis escrever "Para tudo [Stop]... Imperdível [can´t miss it] "

Veja bem... unificar as versões da língua portuguesa para nos tornarmos mais fortes e tornarmos (futuramente) mais prática a comercialização de livros é uma ação corretíssima. O problema está na decisão das regras.
Sabemos que agradar gregos e trianos é tarefa impossível, mas chegar ao ponto de sentir que é melhor traduzir para outro idioma o que está escrito porque a mensagem fica confusa na nova ortografia já é ridículo ! (Ou talvez a ridícula seja eu por sentir isso)
Mas observe: não diferenciar a preposição "para" do verbo "parar" com acento, neste caso "Pára", causa ruído desnecessário de comunicação. (Aliás, ruído também perdeu o acento ? Sei que heroina sem acento não me caiu bem até agora...)

Para um bom entendedor, a mensagem será clara, ainda que com distanciamento ou estranhamento pela novidade (meu caso). Mesmo para o leitor com este perfil, a mensagem já perdeu seu frescor. O distanciamento faz com que o impacto emocional seja reduzido (não, não estou falando de nenhum estudo científico, desculpe se o frustrei. Falo de observação impírica). As campanhas de comunicação escritas portanto, podem sofrer impactos reais. É preciso atenção.

E para o outro tipo de leitor ? Há muitos que veem mas não leem e os acentos ajudam a aproximar a escrita da intonação da fala, ajudando aqueles que talvez tenham mais dificuldade ou tido menos sorte em sua formação educacional.

Ficam os ruídos... (e a nossa adaptação - ou não)

(Em tempo: a palavra "ruído" aparentemente não perdeu o assento [fonte: google - para ser ainda mais cientificamente incorreta e preguiçosa, risos])

Museu da infância



www.museudainfancia.com


Para tudo... risos !
Imperdível !


Friday, March 6, 2009

Mau gosto significa burrice ?







Dizem ter comprovado a relação entre mau gosto e burrice. Confira ! O Post que eu li é hilário, então copiado está :)




"Ok, me crucifique. Eu sou a favor da tolerância, da amizade, da alegria, da aceitação, da igualdade. Mas no fundo, eu sempre achei que havia um motivo para debochar de quem gostasse de música ruim. Eu sempre achei que houvesse uma relação entre ‘música ruim’ e ‘gente estúpida’, mas nunca pude provar.
Claro que, com a noção de que isso era algo absolutamente irracional, embora obtivesse algumas provas da minha teoria no convívio social (com exceções, claro, o que só comprova a existência da regra), podei esse pré-julgamento absurdo depois que cresci, pra não prejudicar minhas relações e não me tornar uma pessoa detestável.
Como cientistas desocupados são a classe que, estatisticamente, mais cresce no planeta, alguns deles publicaram um estudo chamado ‘Músicas que te fazem ficar estúpido‘.
Eles compararam o gosto musical de alguns estudantes com as notas que esses estudantes tiraram no SAT, um exame que pode ser considerado o ‘vestibular padrão’ norte americano - testa mais ou menos as mesmas competências que o nosso - e descobriram que quem tirou as notas mais altas ouve Beethoven, enquanto quem tirou as mais baixas curte Lil’ Wayne. A vitória tardou, mas não falhou. Olho no gráfico (acima, clique para ampliar).


Não sei o que acontece se você for fã de dois artistas que estiverem em pontos muito opostos da tabela. Eu sei o que acontece se você for fã só de artistas que estão do lado esquerdo, mas vou te desafiar a chegar nessa resposta sozinho, vamos ver se você é capaz.
Também não sei o que acontece se você considerar que esses exames acadêmicos não medem nada senão sua capacidade de ir bem na escola, que todos nós sabemos, não está relacionada quase nunca com sua inteligência ou genialidade.
Mas ignoremos a verdade politicamente correta e nos atenhamos aos fatos, à comprovação científica - agora eu tenho argumentos sólidos para não me aproximar dos fãs de Reggaton ou de Aerosmith.
Claro que só o fato de você declarar, deliberadamente e com orgulho para um pesquisador, que é fã de Reggaeton e/ou de Aerosmith já denota algum grau de estupidez por si só. Espero que eles tenham considerado isso ao desenvolver o gráfico.

A questão principal é: será que esse tipo de música deixa essas pessoas estúpidas ou essas pessoas ouvem essas músicas por serem estúpidas? Ou então, mais alarmante ainda, a estupidez é uma característica que alimenta o gosto por música ruim, e a música ruim aumenta sua estupidez, num ciclo sem fim que vai terminar com você babando e ouvindo a discografia do Latino?
Só ficamos na especulação, até que outro grupo de cientistas resolva responder essa. De qualquer forma, o mesmo site divulgou também a lista de Livros que te fazem ficar estúpido. Apesar de ser um conceito que eu considero paradoxal, porque acho que gente verdadeiramente estúpida não chega perto de livros, a tabela não deixa de ser interessante. Acompanhe (o gáfico acima, clicando para ampliar)


Observe ali no topo, do lado esquerdo, que há uma opção ‘Eu não leio’. E - veja você - quem lê a Bíblia, segundo esse incrível gráfico, é ainda mais estúpido do que quem não lê nada! Puta merda! E, pra que ninguém ofenda minha mãe, acho a Bíblia um grande livro. Mas é provavelmente o mais perigoso deles se cair em mãos (ou em olhos)… estúpidos.
E aí, nesse caso, será que é o livro que te deixa estúpido ou você que é estúpido e busca esses livros? Acho que temos uma resposta. E Harry Potter tá lá pro meio, o que me faz sentir tranquila neste momento.

Esse post serve basicamente pra você zuar aquele seu amigo que acha que o Dan Brown é o melhor escritor de sua geração e que Nickelback é genial (normalmente, essas características se cruzam nos mesmos tipos de pessoas, o que aumenta ainda mais a veracidade do gráfico). Mas acho que é importante dizer que… é tudo brincadeira. E na vida mesmo, acho que mais inteligente que o leitor de Cem Anos de Solidão ou que o ouvinte de Beethoven é quem, além desses, também leu a Bíblia e os livros do Dan Brown, e como se não bastasse também sabe cantarolar meia dúzia de canções do Lil’ Wayne e já ouviu um pouco de Aerosmith.
E se você perguntar ‘até a discografia do Latino entra nesse exemplo?’, eu vou ponderar, mas depois… pensa bem: se eu te disser, agora, rapidinho - ‘Oh Baby, me leva’ - quanto tempo você vai demorar pra tirar essa merda da sua cabeça?
Pois é. E você vai negar que exista algum tipo de genialidade - muito embora pareada com uma babaquice - em conseguir fazer músicas que sejam tão involuntaria e incessantemente repetidas pelo cérebro de todo mundo que as ouve, até de quem não gosta delas?"


Thursday, March 5, 2009

Palavras Preciosas


Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome...Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é...Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!!

Tuesday, March 3, 2009

Blog: Comunicando Moda

Uma ótima surpresa made in SC
Viva a terrinha e parabéns pelo blog maravilhoso !

Bebê lindo



Olha a Mika !
Bebê lindo... cariño :)
<3



Contato de Atriz


Sunday, March 1, 2009

Febraban e cia representam a verdadeira Máfia

Máfia cobra juros mais baixos que bancos brasileiros

Do SérdioDAvila

O título acima é fato, não opinião. O jornal "Washington Post" publicou reportagem de primeira página hoje dizendo que cada vez mais empresa italianas recorrem à Máfia para fechar as contas do mês. É que os bancos locais, que são historicamente mão-fechada na hora de emprestar se comparados com os padrões internacionais, fecharam ainda mais o cofre na crise atual. Com o crédito seco,estima-se que 180 mil empresas italianas tenham ido bater na porta da organização criminosa (a Máfia, que fique claro) para conseguir honrar os compromissos.
Um detalhe chamou minha atenção: segundo a reportagem do diário norte-americano, os mafiosos cobram em média 120% de juros ao ano. Fui vasculhar e achei reportagem desse UOL do fim do ano passado segundo a qual os bancos brasileiros cobram hoje 191,75% de juros no cheque especial, em média, por ano. Essa porcentagem saltou 34 pontos em 2008, no mesmo período em que a taxa Selic de juros subiu apenas 2,5 pontos.
Faça as contas: se o brasileiro entrar R$ 500 no cheque especial, pagará juros de R$ 959,75 ao final de um ano. Se pedir o mesmo valor para um mafioso, terá de morrer "apenas" com R$ 600 de juros. A diferença está no que acontece se você não pagar em dia: com a Cosa Nostra italiana talvez dê para negociar...
Dá pra acreditar ?
Questa vitta...

Search This Blog

My Slideshow

Welcome ! [by Marisa]

Mika

Mika

Sweety

Sweety
Tears In Heaven

Videos

Loading...